se muito sofri já, não mo perguntes

[sáb] 1 de setembro de 2001

Sábado,

Cantos e Recantos este post é só pra dizer que eu estou aqui…

Que faço aqui? Dias cansados, anos Sem fim – durar! Depois que te perdi, viver ainda,Viver! penar!… Eu, não! Quem for feliz que preze a vida, Tema perdê-lá! Por mim não tenho horror, nem tédio à morte, Clamo por ela!

trecho do poema “se muito sofri já, não mo perguntes”
Gonçalves Dias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: