expor

2001, setembro 18, terça-feira

Expor
E no meio de tantos destroços um rosto antes presente.
Agora figura retorcida. Mistura de sonhos e mágoas…
E saudade

Cadê os poetas…
Cadê os poetas…
Que quando você sente todos acham estranho.
Poetas deviam sair pelas ruas.
Poetas deviam cantar suas poesias…
Ao nossos ouvidos. [famintos]
Falta poesia nas ruas…
Falta poesia nas pessoas…
Falta poesia. Falta sentido.

Vamos
– Não quero comprimidos –
Vamos fazer poesia.
Amigos.
18 set. 2001

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: