Archive for outubro, 2007

à sra. p. martorano

2007, outubro 30, terça-feira

‘tô em aula agora…
numa confusão, alias como sempre nessa vida, em crise existencial, fugindo pra te responder,

e não respondendo ao mesmo tempo…

nos encontramos e conversamos.

não te escuto…

2007, outubro 30, terça-feira

de uns dias assim assim… não foge [mim] diz a tela vermelha: não tem porque [há] de se entender da vida em um gosto [ti] caramba! vamos conversar quando [eu] aprender a falar de folhas e nuvens. você sabe o que quis dizer. e vou por ai. nos vemos.

na caixa de entrada um recado que começava assim: não sei se devia escrever

2007, outubro 30, terça-feira

na caixa de entrada um recado que começava assim: não sei se devia escrever

«Oi b! não sei porque agora me pego olhando (…), não sei se devia estar fazendo isto agora. sabe, depois de tanta loucura cometida. E me vejo aqui na frente deste computador. Tento esquecer, porque foi tão dolorido, e acho que fiz as coisas de uma maneira tão errada. E agora posso dizer que estou bem, longe de ti, pelo menos por enquanto. Ainda quero sentar contigo e ter uma longa conversa. Acho que não sei, nunca consegui amar alguém como deveria, não que não gostei de ti e dos momentos bons que vivemos, mas preciso aprender a amar de uma maneira que não seja (…). Mas neste momento não posso, mesmo querendo, imaginar em te ver, porque estou tentando superar estas questões e muitas outras. è um momento meu comigo mesma. Mas queria te dizer que um dia ainda quero conversar contigo. b.»