Afinam ou desafinam (…)

[seg] 28 de abril de 2008

“Vida muito esponjosa (…) o real não está na saída nem na chegada: ele se dispõe para a gente é no meio da travessia (…) Eu cá não madruguei em ser corajoso, isto é: coragem em mim era variável (…) Mas minha competência foi comprada a todos custos, caminhou com os pés da idade”.

“Queria entender do medo e da coragem, e da gã que empurra a gente para fazer tantos atos, dar corpo ao suceder”

“O Senhor… mire veja o mais importante e bonito do mundo, é isto: que as pessoas não estão sempre iguais, ainda não foram terminadas – mas que elas vão sempre mudando. Afinam ou desafinam (…) ”.

“O correr da vida embrulha tudo, a vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta. O que ela quer da gente é coragem.”

É tudo Guimarães Rosa. Recortado por aí.

para saber mais sobre guimarães rosa, e ler os fragmentos acima, na íntegra, acesse aqui:

Rota: O diabo, capiroto, que-diga, demo – p. 11Rota: O diabo, capiroto, que-diga, demo – p. 11

GRANDE SERTÃO: VEREDAS

 

 

Uma resposta to “Afinam ou desafinam (…)”


  1. […] sabemos, tu e eu, velho guimarães, nenhum de nós dois fomos terminados… apenas afinamos e desafinamos nesta jornada, e é preciso coragem para estar […]

    Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: