exagerado

2008, maio 15, quinta-feira

estou a morrer de dores… em infinitos aís…
muito tarde ontem. receio de retirar-te dos sonhos bonitos… e, confesso, medo do frio horrível das ruas da cidade madrugada… dormi em qualquer lugar em um colchão pequeno e sozinho.

vou com este corpo exausto pela vida, sentindo pulsar deste cuore que não vê hora de poder estar…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: