sobre coisas de paula z.

[qui] 26 de março de 2009

exercício [quase] descritivo sobre a tua substância [neste poema] toda e mínima.

este
teu tenis color sujo quase
branco, abandonado, desleixado sob teus pés

nestas
tuas mãos agitadas que repousam o corpo indomável

neste
teu estado que provocativo contempla

estas
tuas expressões que concentram [me]
na superfície de movimentos intensos

destes
teus grandes olhos de óculos mirando fundo…

ah! esta
tua posse assim, toda
retorcida
querendo
entrar
confundir-se
com os objetos
com os corpos
com o texto
com a língua
sendo deste poema
a substância toda

e mínima.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: