Archive for dezembro, 2009

para descansar do "mundo paralelo"

2009, dezembro 31, quinta-feira

acordamos tarde. tu não vai embora, anoitecemos juntos [e isto é bonito]. livres e vermelhos para o novo ano, para a vida toda!

umas de tuas segunda casa

2009, dezembro 30, quarta-feira

termino a leitura de memórias do esquecimento. passo o dia com as crianças.  brinco de ler poemas dos becos de goyaz e histórias mais à minha pequena cora coralina, ou carol carolina, heteronômio de uma linda moça feiticeira no alto de seus quatro anos.

e depois de horas, de tantos telefonemas sem sucesso, falamos tu e eu.

***

e no fim da tarde, à Beira d’Água um balanço, uma cerveja, um beijo, um pastel berbigão e tudo é mais bonito nesse sambaqui que tanto tu e eu amamos.

“(…) yo muy serio voy remando muy adentro sonrío, creo que he visto una luz al otro lado del río (…)”

ioio

2009, dezembro 29, terça-feira

dia de terapia.

7h50. acordo, miro o mundo pela janela do teu quarto.

8h00. ioio ganha casa.

9h30. passeamos pela grama verde, eu e meus pais, sob o gosto de ilex paraguariensis. sinto-me familiar.

12h30. ritual feito [me desafaço das palavras e sinto o que vivo – “existem nas recordações de todo homem coisas que ele só revela aos amigos. há outras que não revela mesmo aos amigos, mas apenas a si próprio, e assim mesmo em segredo. mas também há, finalmente, coisas que o homem tem medo de desvendar até a si próprio…” Dostoiévski]. há fé, e um caldo de cana… sinto vontade de presentear todos. meu peito arde. tu me arde demais.dostoievski_capa