é essa vontade de ficar nú

[qua] 24 de fevereiro de 2010

meio dia. mudei os planos e resolvi colocar para amanhã alguns pontos que não fiz ontem [dessas coisas práticas que nos colocam em filas e cheios de papéis burocráticos]. e farei hoje o que é de hoje, e só de hoje. e no meio do dia e das coisas tantas tocar o que é prioritário… desdobrar neste mar qual vento soprará mais forte na minha direção, e quando for da noite qual estrela orientará até o nascer do sol e da lua… consciência hoje, terapia ontem, coragem sempre!

andei tão sem poesia, receoso de partir os gravetos enquanto caminhava… mas sabe?! chega de peso aqui nestas costelas, nesta serra. pois basta prestar atenção no movimento da terra e do céu, das imensas nuvens de chumbo que vem, e só chovem forte… e após é calmaria, é vento menor. e o corpo é assim, ora encharcado, ora seco. e o que eu quero é gente aqui por dentro e por fora de mim [até mesmo quando me retorno ao silêncio].

***

pois é essa vontade de ficar nú. de rir meu riso e soltar meu pranto e alegar que não sei tanto e conhecer que sei outros tantos… assim de peito aberto em ti [que são tantos e de tantas formas]. e não esquecer de lembrar que posso celebrar cada passo como um criança que vai descobrir o mundo passeando e que preciso desdobrar neste mar o que é necessário, não para chegar e nem para partir, mas para estar nau…

é hora de acordar e começar a remar. sigo sonhando.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: