e agora chove

2010, setembro 20, segunda-feira
e agora chove. acordo e ainda é noite. cadê aquela alegria que irrompia o peito e tomava conta de cada músculo da face e no corpo produzia vontade de abraço [e se nunca houve, quando ela existirá?]. agora só sinto cá dentro um nó, um aperto. te olho de longe circulando entre os teus e não me sinto teu, sou estranho e arredio. não sinto desejo de dar-me. e isto é triste. sinto-me triste.
uma hora após escrever o texto, sem nenhuma palavra a mais, e apenas a chuva parou…
p9190191_19534865852_o-ANIMATION

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: