Archive for dezembro, 2010

ilusões perdidas

2010, dezembro 27, segunda-feira

livro-as-ilusoes-perdidas-balzac-364-paginas-d_nq_np_115905-mlb25125929757_102016-fa bateria pifou. a morena evaporou neste sol. o trabalho é muito alienador. ah… verão proletário. e devorando balzac [ilusões perdidas], envolto nas aventuras e desventuras de luciano de rubempré.

o pc diz que hibernarei… agora. um dia volto.

recado à chuva

2010, dezembro 24, sexta-feira

perdi-me na rede. e cá estou… quebrando horários nesta nau furada.

foge de mim não moça. que meu passo é len[t]do, mas é firme como um relâmpago.

e de ontem, ou de algumas horas atrás, ficou a expressão de espanto da menina de quatro anos quando lhe explicava a história do século vinte, sobre as palavras desenhadas – que ela desenha muito bem com movimentos de sua cabeça – na minha camisa, onde continha o nome de Prestes, com uma foice e um martelo. E lhe contava a história de Olga, que perdeu sua filha e foi queimada num forno por um cara chamado adolfo, e toda uma nação que regrediram à barbárie.

tenho aprendido tanto quando observo essas criaturas pequenas. elas dizem tanto de nossos próprios comportamentos e rotinas psico-sociais-emocionais de agressividade irrefletida e autoridade consciente… queria ter tido um tio como eu quando era criança assim. teria jogando muito mais xadrez, contado muito mais histórias, colados todos os papéis em todas as paredes, teria pintado o sete, a rua, a casa, o mundo… feito arte sempre. porque no fim, somos nós adultos  – com toda nossa história, com toda nossa racionalidade, com toda nossa impotência – que vamos aos poucos mutilando, amoldando e manipulando essas criaturas.

a lua está linda agora.

cama.

fim.
***

anterior »» joão maria machado de assis
próximo »» tsar

Publicado:
24/12/2010 3:35:25
editado:
23/12/2018 22:14
02/01/2013 03:09

marcantonio vilaça é o nome do premio…

2010, dezembro 23, quinta-feira

respirar fundo e ir… eis a chave.

fiz um poema hoje. anotei coisas de adorno. mergulhei na arte [cic] e cambiei algumas idéias. sinto.