o livro do desassossego

[seg] 28 de fevereiro de 2011

cansaço e tédio – e um que de frustração. nem a caminhada sozinho na noite fria… nem as conversas no caminho do final da tarde… nem o trabalho bruto, mas honesto da manhã… nem as brincadeiras com a filha no almoço… nem o sono no começo da tarde… nem a dúvida tirada no fim do dia… nada. apenas cansaço e tédio habitam este animal manso. e que falta de mim – aquele das multidões e do povo na rua – ando sentido…

.

.

e entre esse não me saber em que local me por agora que nem vou lá nem vou cá… e digo repetidamente para que talvez assim creia que é necessário calma que tudo que é para vir virá no seu devido e necessário tempo e o fato de este devido e necessário tempo não ser agora é porque há inúmeras outras coisas entre este devir e cá… este ‘devido e necessário’ tempo repleto de dias, atividades e projetos em aberto. hoje muita paciência e coragem são necessários porque o momento é de dúvida e desassossego.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: