o colecionador de pedras perdidas

[qui] 7 de abril de 2011

coleciono pedras perdidas. as encontro perdidas e as guardo. as perco e as guardo, enfim, na minha coleção de pedras perdidas.

e poderia dizer do dia lindo que foi e do prazer de estar percorrendo tal caminho. mas não seria de todo honesto se deixasse de mencionar que lá no fundo, e de forma covarde, torci para que atrasasses, e que algo nos separasse e que os sexos não se encontrassem.

quis por tantas vezes qualquer coisa cômoda como um caminho só ou qual esta cadeira e estas teclas que escorrem e falseiam. mas a vida é feita de pedras, de lodo, de altos e baixos, de areia, de sal, de barulho, de mar, de vísceras, de passos, de cansaço. a vida é feita desses dias tão azuis sem nuvens. a vida não desfaz tão rápido as cucas nubladas: é preciso mais vida. porque a vida é feita de passagens. a vida são essas pedras sempre perdidas – mesmo até quando alguém, aleatoriamente, tenta coleciona-lás.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: