Archive for dezembro, 2011

a noite mais linda do mundo

2011, dezembro 31, sábado

A Noite Mais Linda do Mundo

2011, dezembro 27, terça-feira

Referencias: Fellini, Drexler e Kahler Caro.

A primeira sacada, o instante que me fez lembrar… Sente lá e escreva, agora… Foi… Um mate e uma volta entre as plantas me animaram. Dos dias esperando e de certa maneira não vendo muito valor no feito nestes últimos tempos ainda cá estão, mas essa sensação de prazer no cotidiano, no aprendizado diário… isto é importante, é como um sopro de luz nos dias nebulosos.

Nasceram tomates, abóboras, mamoeiros, pitangueiras, bananeiras, ameixeiras, e tantas belas e diversas plantas, arbustos e flores… Me sinto verde.

Ontem pela madrugada após o trabalho conversamos noé e eu sobre agroecologia. Irei visita-lo para ver in loco a implementação de técnicas agroecológicas. Quem sabe é a grande oportunidade e o incentivo para eu começar cá, de forma organizada e orientada, meu horto. Uma volta hoje, após acordar, e perceber que intuitivamente meu jardim vai bem e bonito, mas posso mais. Posso deixa-lo bem mais diversificado e organizado.

Ontem, lá pelas duas horas da madrugada, quando cheguei em casa, peguei uma parte de 8 ½ de fellini no cine conhecimento da futura. Delicioso filme. e agora, até as cinco, pretendo começar a pintar a parte externa da casa. Pintando uma hora por dia, logo concluo a pintura, e sobre ela vou escrever uma frase em fontes enormes de manoel de barros.

Na trilha sonora… sempre: jorge.

“Ya estoy en la mitad de esta carretera… Tantas encrucijadas quedan detrás… Ya está en el aire girando mi moneda y que sea lo que sea…”

llueve

2011, dezembro 27, terça-feira

ouça jorge.

 

Milonga paraguaya – Jorge Drexler

Milonga paraguaya
Prima lejana de Mangoré
¿Que me estará queriendo decir
La noche
Que no lo sé?
¿Que me estará queriendo decir
La noche
Que no lo sé?
Yo miro a mi guitarra
Busco en las grietas del corazón
Como estaré de solo
Que estoy hablándole a una canción
Como estaré de solo
Que estoy hablándole a una canción
Pasa un segundo
Como pasa una página en blanco
Que no estrené
Paso la vida
Buscando un verso
Que nunca encontraré
Paso la vida
Buscando un verso
Que nunca encontraré
Cuando me quede solo
Varado y lejos del mar, yo sé
Que aunque no tenga nada
Tendré a esta copla esperándome
Que aunque no tenga nada
Tendré a esta copla esperándome
Abre tus brazos
Y suéltate el pelo
Que vengo buscándote
Milonga paraguaya
Prima lejana de Mangoré
Compositor: Jorge Abner Drexler Prada

anterior »» tsar
próximo »» sopa

Publicado:
27/12/2011 15:18:58
editado:
23/12/2018 21:47