Archive for novembro, 2013

alice não me escreva…

2013, novembro 28, quinta-feira

o mar parece calmo… mas é a ilusão da distância. de perto você vê o movimento… os altos e baixos.

eu fico besta como consigo oscilar de comportamento… num dia êxtase noutro um enfadar-se sem tamanho. num dia super-homem noutro o nã0-ser. devo ter um ‘q’ de bipolaridade (em algum grau) não diagnosticado ainda. minha família  paterna é bem problemática neuropsicologicamente falando… vai saber né… quem sabe ai eu encontro uma possível explicação para esse tumulto todo de um vida sem tamanho.

e como diz aquela canção pop dos anos (19)80: “Tudo atrapalha o que eu faço Mas pros outros parece tão fácil“.

e ps: este é o post 1000. pouco para um blogue que existe há anos.

já caminhas a passos firmes

2013, novembro 28, quinta-feira

Excelente Alice! nota máxima. mas a nota é o de menos nisto tudo né… ela é apenas importante para este sistema burocrático que nos sequestra (de corpo e mente) todos os dias… o mais importante é capacidade de discernimento crítico da realidade (mais isto é para além da escola… conheço pessoas que não foram alfabetizadas mas desenvolveram um profundo senso crítico sobre a realidade, e eu, honestamente, e infelizmente, acredito que muitas vezes essa escola instrumental que temos nos “emburrece-embrutece”). O olhar crítico, o poder ver mais fundo e para além dos véus ideológicos, para além da superfície… isto muitas vezes nos pode causar tanta dor… afinal a estupidez humana ainda é gigantesca, e massacra física e espiritualmente muita gente. Mas por outro lado nos permite tornamos-nos seres mais integrais, mais solidários, menos preconceituosos; permite que possamos nos solidarizar e compartilhar o olhar, a coragem, o sonho, e aquecer o coração-consciência de tantos outros que ainda dormem num sono profundo e violento… e nisto tens um belo potencial e já caminhas há passos firmes. te desejo muito sucesso, muita coragem, muita paciência nessa jornada… que além de tudo, estejas feliz, afinal você é uma pessoa fantástica e não merece menos. e para fechar, foi um privilégio conviver e aprender muita coisa contigo nestes dois anos. Um abraço deste colega!

[entrada feita, em 13/12/18, às 03h30] [postagem #2019]

efetivo paquetá!

2013, novembro 26, terça-feira

ansioso demais. dormi de menos. nem acordei. nem dormi. nestes dias de escolha de vagas ou provas são os momentos de reencontro do povo universitário… outros momentos, velhos momentos… brevíssimos reencontros… depois voltamos para a vida escolar. e só vamos nos encontrar nas manifestações… mas é com um peito contento que encontro, abraço, cumprimento cada camarada. enfim, escolhi a vaga, será que acertei? não sei. só o tempo dirá. efetivo, 20 horas. lá no rio vermelho… e vida será um eterno vai e volta. mas fica aquele gosto… sai dessa toca mané, volta a viver… ¡revolucionate muchacho!

mas são tantas dúvidas… tantos poréns e afins pense bem

estou neste momento nesta transição de explorado temporário para explorado efetivo. que alívio. que sufoco. ganha pão (mais ou menos) ok; dívidas e organização comunitária-familiar (mais ou menos) ok; teto (mais ou menos) ok; relação com filha (mais ou menos) ok; saúde (mais ou menos) ok; e preciso de tantas coisas ainda… um coração para o homem de lata, esse leão medroso… tão espantalho descerebrado.

e há tantas, muitas pacas…