é preciso romper as cercas da ignorância que produz a intolerância

[qua] 27 de agosto de 2014

uma canção e apontamentos>>

http://www.pedromunhoz.mus.br/discografia.html

Música: Canção da Terra
CD: Cantigas de Andar Só
Autor: Pedro Munhoz
Tudo aconteceu num certo dia
Hora de Ave Maria
O Universo viu gerar
No princípio, o verbo se fez fogo
Nem Atlas tinha o Globo
Mas tinha nome o lugar
Era Terra, Terra, Terra,Terra
E fez o criador a Natureza
Fez os campos e florestas
Fez os bichos, fez o mar
Fez por fim, então, a rebeldia
Que nos dá a garantia
Que nos leva a lutar
Pela Terra, Terra, Terra, Terra
Madre Terra, nossa esperança
Onde a vida dá seus frutos
O teu filho vem cantar
Ser e ter o sonho por inteiro
Sou Sem Terra, sou guerreiro
Co’a missão de semear
A Terra, Terra, Terra, Terra
Mas, apesar de tudo isso
O latifúndio é feito um inço
Que precisa acabar
Romper as cercas da ignorância
Que produz a intolerância
Terra é de quem plantar
A Terra, Terra, Terra, Terra

___________________________________________

27 ago, 2014 às 10:02 >> mil vezes bosta

certas famílias são como crack. te destroem emocionalmente, mas ‘cê ainda precisa delas. que bosta. mil vezes bosta.

é uma merda quando o dia não começa bem. e ainda está lotado o dia inteiro.

ó santa clara…

>>>

#1. porque as pessoas se armam contra o que lhes é diferente? cadê o olhar antropológico deste mundo de bosta?

#2. porque as pessoas são guiadas pela força de sua estupidez e esquecem a razão crítica?

o quanto desta estupidez alheia me pertence?

 

UM ANTÍDOTO POSSÍVEL PARA A DOR DO MUNDO É O QUE DIZIA A CANÇÃO QUE HOUVIA ONTEM PELA TARDE… E AGORA, CEDO… «Pois amar é um ato revolucionário E só faz a Revolução quem Souber amar».

EU NÃO SEI AMAR, UM POUCO PORQUE OS DO MEU ENTORNO TAMBÉM NÃO SABEM… NÃO APRENDI COM ELES O QUE É AMAR… ESSE AMOR QUE LIBERTA… ELES, E EU, ESTAMOS TODOS PRESOS EM RELAÇÕES QUE AMORDAÇAM, QUE NOS PRENDEM, QUE NOS CEGAM… QUE NOS ALIENAM E NOS VIOLENTAM COTIDIANAMENTE…

E PARA APRENDER A AMAR É PRECISO REINVENTAR-ME… NÃO SEI O QUANDO DESTE PROCESSO PODERÁ TRANSBORDAR E VOLTAR AOS MEUS, MAS NÃO POSSO FICAR ESPERANDO OUTROS… É PRECISO ME DESTRUIR, ME RECONSTRUIR… ME DESAMARRAR DESTA VIDA BESTA E OCUPAR-ME… OCUPAR A TERRA DO MEU PEITO, HOJE TÃO PRESA NESTES ARAMES FARPADOS DA ESTUPIDEZ LATIFUNDIÁRIA…

PRECISO COLETIVIZAR O PEITO.

%d blogueiros gostam disto: