jogos para atores e não-atores

[sáb] 25 de outubro de 2014

bom dia. vamos lá… que a reunião de hoje valha… porque há tempos ando…

«… Sem tempo para lidar com mediocridades. Não quero estar em lugares onde desfilam egos inflados. Não tolero gabolices. Inquieto-me com invejosos tentando destruir quem eles admiram, cobiçando seus lugares, talentos e sorte… Lembrei-me agora de Mário de Andrade que afirmou: “as pessoas não debatem conteúdos, apenas os rótulos”. Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos, quero a essência, minha alma tem pressa.». Fragmento de texto de Ricardo Gondim.

abaixo abujamra lê “o valioso tempo dos maduros”, de ricado gondim

***

enquanto uns primam pelo fetiche da nota… eu tento me desfazer de todos os instintos autoritários na busca do diálogo. e a pergunta é: avaliar quando? o quê? quem? como? e para quê?

***

formação de professores e um grupo de teatro dos alunos… preciso aprender mais.

«O TEATRO POSSÍVEL: uma experiência de ensino de teatro em uma turma
de Curso Normal, de Maillin Voutto Rezende»

«SOCIOLOGIA ÉPICA: ENSAIO SOBRE SUJEITOS E NÃO-SUJEITOS DO
CONHECIMENTO, de Débora Angélica dos Santos Oliveira»

música de fundo… afinal eu tenho pressa.

Engenheiros do Hawaii- A Promessa

%d blogueiros gostam disto: