além do espelho retrovisor…

[seg] 10 de novembro de 2014

o texto: exercícios fragmental sob o sol

no deserto destes dias
o calor é infernal,

de cozer a seco
toda carne, ainda, crua.

***
esta nossa carne
nau de sal e sol.

e nestes dias
que se esvaem,
dias de cortes…

dos dedos
palavra alguma brotou…

tudo foi silêncio bruto
imerso na terra escura;
como se o corpo,
sempre, nu,
fosse envolto
num líquido denso,
pétreo e preto,
fosse uma cápsula do tempo,
o húmus de um futuro.

***
O corpo é

um fóssil d’olhos tristes e garganta rouca de tanto grito surdo;
o corpo é

o corte da fina navalha da lágrima de aço.

 

 

________________________

 

trilha de fundo: jards macalé e otto.

trabalho não feito enquanto rabiscavas estas letras: avaliação de sociologia para os segundos anos.

coisas vistas/lidas e que deveriam ser pesquisadas mais: #burkina faso [Thomas Isidore Noël Sankara];  #ultraman;  #em busca do tempo perdido;  #frineia;  #Eostre; #O futuro pelo retrovisor; #O meio é a mensagem” – Marshall McLuhan; #Herbert Marshall McLuhan

 

 

%d blogueiros gostam disto: