a gente acorda e não costuma gritar…

[ter] 2 de dezembro de 2014

as flores vermelhas andam a me despertar
por estes dias…
e a gente acorda
e não costuma gritar

apenas extrañamos esta coisa que nos mantém
indo sem saber a que fim…

miro-me, caos-me-fico
e observo esse espaço em mim,
esse invento fora de mim,
e profundamente extraio
do silencioso caminho vegetal
a intuição necessária
que é preciso mudar
algo deste hábito lento
e forasteiro
para poder florar também
e além.

por enquanto, ainda,
gravitamos o redemoinho que suga o sonho humano,
e que dura
ao menos mais
uns tantos dias
de obrigação cotidiana…
mas depois é fincar
lentamente os pés dentro da terra
e germinar…
oxalá, seja eu
uma flor boni… ‘tá.

**
trilha de fundo: vitor ramil

%d blogueiros gostam disto: