kawó kabiecilè xangô oba iná

2015, junho 7, domingo

«Kawó kabiecilè xangô oba iná / Abram caminho para o rei / Que se anuncia em um trovão / Que bravo, escreve o que errei / Cuspindo fogo pro chão / Labareda pra eu me consertar / Fogo pra me aquecer de perdão / Não há justiça sem ceder / Não há justiça sem amor / E se a gente nunca se entregar» Douglas Germano.

padê «« anterior
próximo »» poema garapuvu

Publicado
07/06/2015 23:30:45
editado:
23/12/2018 17:15

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: