uma semana mensurando o silêncio…

[sáb] 11 de julho de 2015

Meu último texto foi feito na segunda. minha vó faleceu as 23:45 de domingo. Após tudo isto houve um turbilhão de sentimentos…

Logo depois do meu texto, comuniquei minha mãe. É doloroso ver sua mãe perder a mãe dela. E lá pelas 3:00 estava, eu, já na estrada… e foram 250 Km de estrada e volante, para chegar até Arroio do Silva.

Foi um dia de dor e de reencontros. Não me recordava quando foi meu último velório. Ela estava serena.  Pensei muito na transitoriedade da vida… E lembrei de momentos bons. Enterro às 17:00, e pé na estrada…

Mais 250 Km de estrada.

Enquanto tudo isto rolava, estava meu irmão no centro cirúrgico, extraindo um fragmento de seu cérebro.

Na terça-feira, meu irmão já estava saindo da UTI.

Na quarta-feira, ainda no hospital, mas já sem o dreno.

Na quinta-feira, ele teve alta. Foi dia de andar por mais de 10 farmácias atrás de medicamento. Eu, vestido com roupa de mexer na terra, toda surrada, e com as unhas com terra, já exausto de tanto dirigir, na última farmácia, e a atendente da farmácia flertou comigo – para registro, achei aquilo muito engraçado. Eu estava sujo, desarrumado, exausto, com pressa… e a mulher ali na minha frente brincando comigo… Surreal. Neste dia andei mais de 50 Km.

Na sexta-feira, tirei o dia para mim. E fui fazer as podas… Plantar grama. Enfim, reencontrar parte de mim.

Hoje, sábado. Estou a subir fotos ao flickr, e fui limpar o arquivo morto do gmail… E voltei mais uma vez no tempo. Há tanta história lá que o tempo vai borrando… Pessoas, momentos, situações, projetos, amores e desamores, brigas, reencontros e desencontros, atas, projetos, fichamentos, viagens e algumas fotos. Me descolei do tempo presente e senti saudade de parte de mim, e de um futuro que talvez eu nem venha a viver…

O certo, é hoje me sobram umas 10 horas, e amanhã será domingo, momento chave para por o trabalho e a cabeça no lugar.

E o pensamento é: algumas mortes são repentinas, outras lentas. algumas são jovens, outras bem vividas. algumas são inevitáveis, outras inexplicáveis. algumas mortes cerram a ponte repentinamente… outras guardam-se como promessa de algo que passou e a gente ainda não entendeu…

que essa vida é mais complexa do que nos parece. e há uma determinada aleatoriedade que somos incapazes de apreender na sua totalidade.

verbiclara.wordpress.com/

LENGUA ESPAÑOLA, POESÍA Y MI GLORIOSA SANTA CLARA

COISAS SIMPLES

rita maltez

Alma Fuleira

Nas vivências in loco acreditamos que as capacidades criativas são mais aguçadas e gustativas.

Terminologia Atemporal

catártico, verborrágico, esquizofrênico

Filosofia Crítica

"Levar a filosofia às pessoas, levar as pessoas a filosofar." tiomas@yahoo.com

SOCIAIS & MÉTODOS

Ciências Sociais, métodos quantitativos, técnicas de pesquisa, R...

roger santana

poesia fora de moda

:: Dr. Pedro Gabriel :: Psicanalista

"A Psicanálise é, em essência, uma cura pelo amor." (Sigmund Freud)

Ensaios e Notas

artes, humanidades e ciências sociais

andradetalis

Jornalismo se faz com coragem e sonho

.:Hellfire Club:.

Um pandemônio.

bálsamo benigno

"a flor flore, o colibri colibrisa, a Poesia Poesia"

Blog da Boitempo

Aqui você pode encontrar informações dos livros e eventos realizados pela editora Boitempo. E, principalmente, pode interagir e ajudar na construção da editora que ousou ter uma cara e conquistou seu espaço produzindo livros de qualidade

Horizontes Afins

Este é o blog de Filosofia e Cinema e Afins de Cassiano Terra Rodrigues

Bateope's Blog

Just another WordPress.com site

chilliandmint.wordpress.com/

Herbs and Spices Rock My World

GFP Blog

Pass it on

escamandro

poesia tradução crítica

Jardim do Mundo

Sustentabilidade - Viagem - Estilo de Vida

Feisty Little Woman

Geek Girl with Attitude

Livro de Viagens

Crónicas de Marco Neves

IMAGEM CORPO

passagens entre linguagens

Feicibânquer

Prosagens de Wir Caetano no Facebook. Monlevabuçu (MG).

arquitetando

falando de história da arquitetura, do urbanismo e da arte

Gaveta do Ivo

Poesia & Tradução

O Ponto Dentro do Círculo

Se as portas da percepção estivessem limpas, tudo apareceria para o homem tal como é: infinito. William Blake

vinteculturaesociedade

Uma perspectiva negra

Saracura

Design • Natureza • Arte

Filosofia Marxista

Os filósofos limitam-se a pensar o mundo, mas o que importa é transformá-lo.

Estereótipos

Os estereótipos e a psicologia social

Karina Kuschnir

desenhos, textos, coisas

Portal do Budismo

Budismo, Coisas Positivas da Vida e do Mundo

IMI = ilha da música ilhada

investigação jornalística da música autoral contemporânea na Ilha de Santa Catarina

Astigmato

Vários focos, um objetivo.

%d blogueiros gostam disto: