esperando godot… keep talking.

[qua] 14 de março de 2018

PRIMEIRO ATO
Caminha em um descampado, com árvore. Entardecer. ESTRAGON, sentado no chão, trata de descalçar-se com ambas as mãos. Detem-se e, esgotado; descansa, ofegando; volta a começar. Do mesmo modo. Entra VLADIMIR. ESTRAGON. (Renunciando novamente.) – Não há nada a fazer. VLADIMIR. (Aproximando-se de passos curtos e rígidos, separadas as pernas.) – Começo a acreditá-lo. (Fica imóvel) Durante muito tempo resisti a acreditá -lo, dizendo-me — “VLADIMIR, seja razoável; ainda não tentou tudo.” E reemprendia a luta. (Reconcentra-se, pensando na luta. Ao ESTRAGON) Assim que utra vez aí? ESTRAGON. Te pareces? VLADIMIR. – Me alegra voltar a ver-te. Acreditava que te foras para sempre. ESTRAGON. E eu. VLADIMIR. – Como celebraremos este encontro? (Reflete) Vens que te beijo. (Estende a mão ao ESTRAGON) ESTRAGON. (Irritado) – Logo, logo. (SILÊNCIO) VLADIMIR. (Molesto, friamente) Pode saber-se onde passou a noite o senhor? ESTRAGON.Na sarjeta VLADIMIR. (Surpreso)Onde? ESTRAGON. (Imutável.) Por aí. VLADIMIR.E não te sacudiram? ESTRAGON. – Sim…, não muito. VLADIMIR. Os de sempre? ESTRAGON. – Os de sempre? Não sei. (SILÊNCIO) VLADIMIR. Quando penso…, sempre… pergunto-me o que teria sido de ti… sem mim… (Com decisão.) Sem dúvida, não seria agora mais que um montão de ossos.

***

li apenas isto, ainda não sei do que se trata… irei para a primeira aula da semana (do joca)… faltei 4 em estudos (a tal da gramática criativa…), e 2 de teoria (os clássicos…), e 3 de literatura portuguesa (as trovas…). irei apenas na de teoria, hoje, agora.

[9H43 EDITANDO ISSO AQUI… E NÃO É QUE INVERTI OS HORÁRIOS E AINDA PERDI O TREM… ASSIM, LEMBRETE EM CAIXA ALTA: O TEMPO É TEU, A VIDA É TUA. SIGA NO TEU RITMO… MAS ENCONTRE O EQUILÍBRIO, AI DENTRO… PARA NÃO ADOECER, COMO SEMANA PASSADA, E NEM PERDER DINHEIRO, COMO NESSE ANO, E AINDA TER PRAZER; MAS QUE TODO EXERCÍCIO DÓI, E QUE É PRECISO ABRIR O PEITO, FICAR NU… E IR. FICAR EM CASA, NESTE PC, NÃO DÁ]

E COMEÇA A CHOVER AGORA, MAS ANTES AVISTEI OS SAGUIS, O CASAL DE PICA PAU, E UM BANDO DE GRALHAS… TUDO PELA JANELA.

***

ps: r.i.p. Stephen Hawking.

***

quarta-feira, 14 de março.

Dia do Pi

***

Keep Talking // For millions of years mankind lived just like the animals / Then something happenend which unleashed the power of our imagination / We learned to talk / There’s a silence surrounding me / I can’t seem to think straight / I’ll sit in the corner / No one can bother me / I think I should speak now  / Why won’t you talk to me / I can’t seem to speak now  / You never talk to me / My words won’t come out right  / What are you thinking / I feel like I’m drowning  / What are you feeling / I’m feeling weak now  / You never talk to me / But I can’t show my weakness / What are you thinking / I sometimes wonder  / What are you feeling / Where do we go from here / It doesn’t have to be like this / All we need to do is make sure we keep talking / Why won’t you talk to me  / I feel like I’m drowning / You never talk to me  / You know I can’t breathe now / What are you thinking  / We’re going nowhere / What are you feeling  / We’re going nowhere / Why won’t you talk to me / You never talk to me / What are you thinking / Where do we go from here / It doesn’t have to be like this / All we need to do is make sure we keep talking // Compositores: Dave Gilmour / Polly Samson / Rick Wright // Artista: Pink Floyd // Álbum: The Division Bell // Data de lançamento: 1994 // Gênero: Rock progressivo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: