poema de helena lanari

[dom] 29 de abril de 2018

das aulas de literatura e poesia:

poema de helena lanari

Gosto de ouvir o português do Brasil
Onde as palavras recuperam sua substância total
Concretas como fruto nítidas como pássaros
Gosto de ouvir a palavra com suas sílabas todas
Sem perder sequer um quinto de vogal

Quando Helena Lanari dizia o «coqueiro»
O coqueiro ficava muito mais vegetal.

Sophia de Mello Breyner Andresen
In Geografia, 1.ª edição, Lisboa, Edições Ática, 1967
e pesquisando… encontro isto: Os versos falados de Sophia, por Eucanaã Ferraz 
***
e a série do dia: Poldark

Poldark – Demelza’s Song

I’d pluck a fair rose for my love / I’d pluck a red rose blowing / Love’s in my heart / A-trying so to prove / What your heart’s knowing. / I’d pluck a finger on a thorn / I’d pluck a finger bleeding / Red is my heart / Wounded and forlorn / And your heart needing. / I’d hold a finger to my tongue / I’d hold a finger waiting / My heart is sore / Until it joins in song / Wi’ your heart mating.

***

não fotografei o girassol. não sai de casa… almocei com meu pai, ele contou estórias de sua infância e adolescência. foi bonito. são raros os momentos… esses momentos. e como sempre… a tarde foi linda… olhando tudo aqui de cima, esse azul, esse mar, esses barcos, esse horizonte…  e poente, esse céu rosa e púrpura esvaecendo… indo do azul cobre até o indico… quase negro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: