(a)parece

[seg] 21 de maio de 2018

sobre estranhamento e desnaturalização

Segundo Bauman (op.cit., p. 24), o que nos (a)parece como familiar é dado como autoexplicativo, não apresenta problemas nem desperta a curiosidade. É nesse sentido, portanto, que as Ciências Humanas, na medida em que se propõe a questionar e desvendar o mundo que nos cerca, desestabiliza as certezas e as explicações tomadas como definitivas e insuperáveis.

É isso que leva um autor como Bourdieu a dizer que as Ciências Sociais nos perturba, pois “revela coisas ocultas e às vezes reprimidas” (BOURDIEU, 1983, p. 17). Ou, como nos mostra Giddens, a Ciências sociais podem ser também associadas por algumas pessoas ao fomento de rebeliões (GIDDENS, 1984).

hoje, estudei. e senti, estranhamente, que ir para escola era como perder tempo…

rever prioridades. estranhar mais essa vida é preciso.

ps: as caronas salvaram… na ida e na volta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: