Archive for junho, 2018

terapia

2018, junho 28, quinta-feira

das conquistas diárias…

6 km caminhados. e uma sessão terapêutica.

la nuit a dévoré le monde

2018, junho 26, terça-feira

medicado (doze dias já). arredio, mais que o comum (mas conseguindo sair de casa). terapia começa quinta-feira.

esquivando-me dos pensamentos tristes, mas um ou outro me acerta, às vezes.

e o peito acelera, às vezes sufoca, como se o mundo comprimisse… mas ando conseguindo respirar por estes dias.

só para registrar, que a noite devorou o mundo, mas ainda estamos vivos.

no começo não foi o verbo: no início, era a relação

2018, junho 18, segunda-feira

travei. não consigo corrigir as tarefas. não consigo pensar uma aula. não consigo… sair dessa vontade de voltar para a cama.

mas tento ler… para ver se encontro a saída.

«Mills faculta encontros; encontros entre o leitor e outros que se escrevem; encontros com a reflexão que transcende os limites estreitos do ‘eu’ projetando-nos nas biografias e na história. A elegância e a forma ao mesmo tempo contundente com que questiona a produção do conhecimento, reforça a hipótese de que, possivelmente, no começo não foi o verbo: no início, era a relação. E então, com Mills e Moreno, finalizo imaginando que a vida seja toda feita de (re)encontros.»

A imaginação sociológica e questões críticas em C. Wright Mills: pontos de referência ao papel do educador, por Gastão Octávio Franco da Luz.
In: Educar em Revista no. 12 Curitiba Jan./Dec. 1996