cope

2018, junho 15, sexta-feira

escrever por vezes
parece ridículo.
um despropósito.
um descabimento…
pois como reclamar,
se inúmeras condições
objetivas te permitem
o contrário do que tu és
do que teus olhos te deixam ver
de tua imagem interna
disto por dentro da carne.

mas falar, tete à tete,
sobre a dor de dentro…

eu não sustento
os olhos nos olhos.
não seguro o embargo
e a lágrima.

há muita água represada…
preciso desaguar
todo sal
e todo sangue.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: