minha metralhadora cheia de mágoas

[qui] 6 de dezembro de 2018

Travei. Palavra alguma vai traduzir o quão bosta estou me sentindo nessa espiral suicida, de autossabotagem, em que despenquei. Quando acho que vi o fundo do poço… lá vou afundarme um pouco mais neste lodo… numa imagem Münchhauseniana, da fuga de um pântano ao puxar a si mesmo pelos próprios cabelos… Eu afundo.

Faltei aula. Faltei terapia. E essa é a minha única fuga de hoje. Pois o tempo não para… e só me resta minha metralhadora cheia de mágoas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: