um sonho de fúria

2019, março 13, quarta-feira

e as goiabas que não foram tiradas do pé pesaram tanto que o galho se partiu e veio ao chão neste instante. meu peito bate rápido e eu não consigo não para de pensar… como se medita? eu meço o tempo, falta um pouco mais de uma hora para ir à escola… e tanta coisa atrasada. há um formigueiro se instalando em minha estante… até tentei ontem, quando voltei pra casa… mas desisti, não tenho tempo agora para tanto trabalho… eu, exército de um homem só, contra um formigueiro… mas elas que aguardem. pois estou me guardando para a batalha… planejando a estratégia derradeira, coletando minhas armas… até lá, eu tento dormir o que dá… quando os sonhos deixam. pois hoje, acordei, com reminiscências de algo que não sei ao certo se é sonho ou pesadelo… havia um elefante preso na porta de minha casa… e havia um crocodilho (ou qualquer espécie de lagarto gigante alienígena) e outros monstros não identificados. e ao não saber o que fazer com esses elefantes/formigas?/ eu enlouqueci e tive um ataque de fúria… destrui tudo e, até, minha vida.

mas agora já são 13:23, o mate quase acabou e preciso me mexer para ir ao trabalho. fim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: