Archive for the '24' Category

i’m a cave man

[sex] 24 de agosto de 2018

Homem Primata / Titãs /// Desde os primórdios / Até hoje em dia / O homem ainda faz o que o macaco fazia / Eu não trabalhava, eu não sabia / Que o homem criava e também destruía / Homem primata / Capitalismo selvagem / Ô ô ô / Eu aprendi / A vida é um jogo / Cada um por si / E Deus contra todos / Você vai morrer e não vai pro céu / É bom aprender, a vida é cruel / Homem primata / Capitalismo selvagem / Ô ô ô / Eu me perdi na selva de pedra / Eu me perdi, eu me perdi / I’m a cave man / A young man / I fight with my hands / With my hands / I’m a jungle man, a monkey man / Concrete jungle! / Concrete jungle! // Compositores: Ciro Pessoa Mendes Correa / Jose Fernando Gomes Dos Reis / Marcelo Fromer / Sergio De Britto Alvares Affonso

***

1h31 ontem, faltei, dormi até uma da tarde, tomei banho de sol de uma hora, enquanto mateava, recebi visita, me senti melhor, e no final da noite até caminhei um km, ouvi jorge drexler, com seu 12 segundos de oscuridad antes de ganhar duas caronas seguidas.

estoque de serotonina reabastecido o suficiente para me deixar mais agitado…

***

01h38

Marx e Engels (1980, p.25):

A produção de idéias, de representações e da consciência está em primeiro lugar direta e intimamente ligada à atividade material e ao comércio material dos homens; é a linguagem da vida real. As representações, o pensamento, o intercâmbio intelectual dos homens surge aqui como emanação direta de seu comportamento material.

03h03 -> coruja canta lá fora… Leio David Harley.

4h11… eis que leio… A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo.

4h24… levantar em 1 hora.

 

tem coisa que só sai da gente por escrito

[qui] 24 de maio de 2018

coisa_que-1

alguém fotografou isto [um lambe-lambe].

mas hoje nada.

nenhuma palavra.

reescrever.

em contagem regressiva.

nada para dizer.

falo demais.

cansaço.

ando sem horários.

***

«eu que não amo você, envelheci dez anos ou mais nesse último mês. eu que não bebo, pedi um conhaque pra enfrentar o inverno que entra pela porta que você deixou aberta ao sair. o certo é que eu dancei sem querer dançar e agora já nem sei qual é o meu lugar… dia e noite sem parar, procurei sem encontrar a palavra certa, a hora certa de voltar, a porta aberta, a hora certa de chegar…» eu que não amo você. composição: humberto gessinger

a primeira veio do nada, como uma frase que a gente lembra de parte, sem saber exatamente de onde ou quando… veio quando eu rolava na cama, antes de dormir.

a segunda veio como um link… e tem um belo poema, e é lenine.

«Saudade é um lindo bicho
Que no escuro se orienta
Que da fome se alimenta
Que tem a dor por capricho
E só quando dói alenta

Saudade é um bicho estranho
De natureza selvagem
Porém de fina engrenagem

Crescendo a perder tamanho
Vê-se minguar de coragem

Enquanto verso a saudade
O bicho, feito quimera
Partido pela metade
Meu coração acelera
O mudo rugir da fera
É quem impõe sem piedade
O meu compasso de espera

Saudade é um bicho grande
Muito maior do que eu penso
Quão mais se expande, mais denso
Quão mais denso, mais se expande
Saudade é um bicho imenso» bicho saudade, composição de João Cavalcanti e Lenine

bat macumba obá, miss marvel e o gato de schrödinger

[ter] 24 de abril de 2018

apontamentos da madrugada

Triste, Louca Ou Má

[Francisco, El Hombre]

Triste louca ou má / Será qualificada / Ela quem recusar / Seguir receita tal / A receita cultural / Do marido, da família / Cuida, cuida da rotina / Só mesmo rejeita / Bem conhecida receita / Quem não sem dores / Aceita que tudo deve mudar / Que um homem não te define / Sua casa não te define / Sua carne não te define / Você é seu próprio lar / Um homem não te define / Sua casa não te define / Sua carne não te define / Ela desatinou / Desatou nós / Vai viver só / Ela desatinou / Desatou nós / Vai viver só / Eu não me vejo na palavra / Fêmea: Alvo de caça / Conformada vítima / Prefiro queimar o mapa / Traçar de novo a estrada / Ver cores nas cinzas / E a vida reinventar / E um homem não me define / Minha casa não me define / Minha carne não me define / Eu sou meu próprio lar / Ela desatinou / Desatou nós / Vai viver só / Composição: Juliana Strassacapa***

Miss Marvel | E a violência quando se trata de representatividade

Excelente!!! Quadro em Branco, canal de Henrique Jacks e Otavio Oliveira. Ou ainda este… Nietzsche | Realidade e a Mecânica Quântica

***

Os Mutantes – Bat Macumba (1969) ou Gilberto Gil e Mutantes – Batmacumba

Bat Macumba ê ê, Bat Macumba obá
Bat Macumba ê ê, Bat Macumba obá
Bat Macumba ê ê, Bat Macumba obá
Bat Macumba ê ê, Bat Macumba obá
Bat Macumba ê ê, Bat Macumba obá
Bat Macumba ê ê, Bat Macumba obá
Bat Macumba ê ê, Bat Macumba obá
Bat Macumba ê ê, Bat Macumba oh
Bat Macumba ê ê, Bat Macumba
Bat Macumba ê ê, Bat Macum
Bat Macumba ê ê, Batman
Bat Macumba ê ê, Bat
Bat Macumba ê ê, Ba
Bat Macumba ê ê
Bat Macumba ê
Bat Macumba
Bat Macum
Batman
Bat
Ba
Bat
Bat Ma
Bat Macum
Bat Macumba
Bat Macumba ê
Bat Macumba ê ê
Bat Macumba ê ê, Ba
Bat Macumba ê ê, Bat
Bat Macumba ê ê, Batman
Bat Macumba ê ê, Bat Macum
Bat Macumba ê ê, Bat Macumba
Bat Macumba ê ê, Bat Macumba oh
Bat Macumba ê ê, Bat Macumba obá
Bat Macumba ê ê, Bat Macumba obá
Bat Macumba ê ê, Bat Macumba obá
Bat Macumba ê ê, Bat Macumba obá
Bat Macumba ê ê, Bat Macumba obá
Bat Macumba ê ê, Bat Macumba obá
Compositores: Caetano Emmanuel Viana Teles Veloso / Gilberto Moreira

 

%d blogueiros gostam disto: