Archive for the '18' Category

no começo não foi o verbo: no início, era a relação

[seg] 18 de junho de 2018

travei. não consigo corrigir as tarefas. não consigo pensar uma aula. não consigo… sair dessa vontade de voltar para a cama.

mas tento ler… para ver se encontro a saída.

«Mills faculta encontros; encontros entre o leitor e outros que se escrevem; encontros com a reflexão que transcende os limites estreitos do ‘eu’ projetando-nos nas biografias e na história. A elegância e a forma ao mesmo tempo contundente com que questiona a produção do conhecimento, reforça a hipótese de que, possivelmente, no começo não foi o verbo: no início, era a relação. E então, com Mills e Moreno, finalizo imaginando que a vida seja toda feita de (re)encontros.»

A imaginação sociológica e questões críticas em C. Wright Mills: pontos de referência ao papel do educador, por Gastão Octávio Franco da Luz.
In: Educar em Revista no. 12 Curitiba Jan./Dec. 1996

ouvindo lábios e vendo vozes

[sex] 18 de maio de 2018

YANNY, LAUREL, REALIDADE E PERCEPÇÃO #meteoro.doc

«Hearing lips and seeing voices», de Harry McGurk e John MacDonald

***

ps: lembrar de comentar as stories.

ando a organizar os blogues, e baixando vídeos. para junho adentrar o mundo off.

***

e foram 3 os movimentos do dia…

o primeiro acima (1h34), o segundo… resisti e fui (6h30), mas não estava lá, apenas um corpo assinando o livro ponto e registrando as formalidades, mas não estava lá… e o terceiro foi no final da tarde (16h50), em que fiquei. não fui.

e choveu. foi uma tempestade.

 

 

o eterno retorno…

[qua] 18 de abril de 2018

a temporalidade da vida humana. a existência humana essencialmente temporal. vetor do tempo -> passagem -> impermanência e inconsistência -> impossibilidade de modificar o que passou -> sua vontade não pode nada contra o passar do tempo -> o que ficou, a prova cabal da impotência -> o drama da vida humana -> consistência e vulnerabilidade.

passado – o presente que não é mais.

presente – deixa de ser no momento que é.

futuro – o presente que ainda não é.

experiência da impotência humana se dá no aqui e agora, no tempo presente. e como superar essa impotência? [filosofia do ressentimento, filosofia da vingança, crítica da religião, crítica da política, crítica da metafisica, crítica da modernidade]

o resgate dessa impotência consiste na relação com o tempo e sua própria vida. querer, inclusive, o que já foi. viver cada instante da sua existência. o aqui e agora como se pudesse reviver eternamente. estabelecer uma relação entre instante e eternidade. viver na sua inteireza, sem se arrepender.

 

Nietzsche – Eterno Retorno do Mesmo

***

Whitney [Album] Light Upon the Lake. [2016]

No Matter Where We Go

Compositores: Will Miller / Josiah Marshall / MalcolmRobert Brown / McMillen Scott Kakacek / Julien A Ehrlich

We’ll make a living darlin’, down the road / Cause I’ve got you holding on to see where it goes / So don’t you feel lonely I want you to know / I can take you out / I wanna drive around / With you with the windows down / And we can run all night /When I was walking around I couldn’t see you alone / I bought a trash heap two seat what did we know? / So don’t you feel lonely no matter where we go / I wanna take you out /I wanna drive around / With you with the windows down / And we can run all night 

No Woman

Compositores: Will Miller / Josiah Marshall / Malcolm Robert Brown / McMillen Scott Kakacek / Julien A Ehrlich
I left drinking on the city train / To spend some time on the road / Then one morning I woke up in LA / Caught my breath on the coast / I’ve been going through a change / I might never be sure / I’m just walking in a haze / I’m not ready to turn / No woman / No woman / Midnight driving through the bay / Going back on the road / Coming up and I wish I could stay / I’ve been sleeping alone / I’ve been going through a change / I might never be sure / I’m just walking in a haze / I’m not ready to turn / No woman / No woman / I left drinking on the city train / To spend some time on the road

Golden Days

Compositores: Julien A Ehrlich
Oh don’t you save me from hangin’ on / I tell myself what we had is gone / And after all that I put ya through / I get knocked out like I never knew / It kept me real til’ I’m moving on / But you can’t leave feeling like you did no wrong / It’s a shame I can’t get it together now / It’s a shame we can’t get it together now / ‘Cause I’m aching but / I fell right in when you gave me up / Those golden days snuck away from us / Lately I’ve been close but I’m up to trouble / Those golden days keep you hanging on / It kept me real til I’m movin on / But ya can’t leave feeling like you did no wrong / It’s a shame I can’t get it together now / It’s a shame we can’t get it together now / ‘Cause I’m searching for those golden days / Na na
%d blogueiros gostam disto: