Archive for the '.' Category

a vida interior

[seg] 18 de outubro de 2010

hoje amanheci com uma certeza. e dormi até mais tarde para curar esse cansaço. e comi bananas, queijos, laranjas, leite, granola, vagem, alface, mandioca, alho e cebola. bebi pouca água e uns litros de café. passei pela tarde ouvindo ‘like a rolling stone’ e levantei tijolo por tijolo e tábuas. ajudei, com mãos e braços e pernas, um pouco, na construção da minha futura casa enquanto esvaia-me no rubro poente. e adiava, adio, o encontro com o trabalho. um monte de atividades acadêmicas avizinhando-se… dois meses de aula e eu numa espécie de ausência. ando sem vontade nenhuma de ir para a universidade e a unica coisa que me anima é o fato de faltar tão pouco para concluir a licenciatura. é, são só dois seminários, nos próximos quinze dias, três fichamentos nos próximos trinta dias e um artigo até o final de novembro. e há o projeto de pesquisa… sinto que voltarei em breve, ao projeto e as necessidades acadêmicas. mas honestamente queria tirar férias da universidade por um tempo, um dúzia de livros bacanas queria ler, beber mais vinho, passear mais e acompanhar-me bem. e dedicar-me atividades outras, sem a pressão disto tudo. e domingo próximo tem prova para act e estou um pouco ansioso – pois representa a possibilidade de um novo começo. e no mais… curto “glenn gould: a vida interior“. e isto me leva a isto: 

não: não digas nada / supor o que dirá / tua boca velada / é ouvi-lo já // é ouvi-lo melhor / do que o dirias / o que és não vem à flor / das frases e dos dias // és melhor do que tu / não digas nada, sê / graça no corpo nu / que invisível se vê / não: não digas nada // não: não digas nada / fernando pessoa.

.

.

.

e sinto realmente que tenho alguma coisa importante a dizer.

rosso come il cielo

[qui] 14 de outubro de 2010

um pouco de ontem

“tocando o rosto de uma pessoa, percebe-se se ela é ‘bella’ o ‘bruta’. sente-se também o amor”. rosso come il cielo.

trailer do filme: 

um filme de cristiano bortone.

***

mosaicos.

Asa Branca (Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira) – Sivuca, programa Ensaio, TV Cultura, ano 1993. Músico convidado: Dominguinhos

Asa Branca, por Gonzagão e entrevista com Humberto Teixeira

Xote das Meninas (Luiz Gonzaga e Zé Dantas) – Marisa Monte, ao vivo no Palácio das Artes de Bruxelas, com direito a um solo categórico de Waldonys na sanfona!

Numa sala de reboco (Luiz Gonzaga e José Marcolino).

Assum preto (Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira).

***

e hoje cedo. uma lembrança do alexandre garcia. Ace in the hole, ou a montanha dos sete abutres, em português.

http://www.youtube.com/watch?v=re1NAfLNUEQ

cássio luz

abstrato

[qua] 13 de outubro de 2010

e falei.  vi a lágrima. mas no fundo é bom libertar-se desses camundongos que tomamos por hipopótamos. e talvez sejam as paredes mais ou menos levantadas, ou a lua nova crescente no céu sem nuvens dando uma paz. ou talvez seja esse frio que faz a gente querer aconchego. e assim, sem saber exatamente de onde veio, foi-se a tristeza. e ficou esse desejo de fazer as coisas hoje.

%d blogueiros gostam disto: