Archive for the 'Douglas Germano' Category

de bob dylan a bob marley

[sex] 8 de julho de 2016

as vezes dá uma vontade de ir embora… e ficar no mundo da fantasia. ontem, olhando para trás, quem puxou o papo fui eu.  porque não habito outros outros me habitam. as vezes do seu lado eu fico mudo. a presença de algumas pessoas me constrange de uma tal forma que eu desapareço. estranha sensação. talvez porque eu as desejo, e desejar é habitar o terreno da esperança e do medo. há muralhas no terreno do desejo e do medo. desejar, pensando agora, algo que não sei dizer claramente, há algo como percepção da perda da totalidade, e queda num território inóspito, onde o outro, da ordem do imponderável, tem e/ou terá algum atração gravitacional que tira-me de uma órbita ignorada. sou tímido, profundamente tímido.

***

Rainha das cabeças
(Douglas Germano / Kiko Dinucci)

Awoió ori dori re
Iyemanjá cuidou
Ade, ala, beijou
E encheu o ori de mar

Iya olori
Mojuba Olodumaré

Ela é filha de Olokun
É iya kekerê

Iya olori
Mojuba Olodumaré

Carregou uma cabeça
Sobre o adirê
Iya olori
Mojuba Olodumaré
Iya olori

***

e para ler mais: teoria das esferas de Peter Sloterdijk

e ouvir:

e para ver: metáforas visuais

dia um

[seg] 22 de fevereiro de 2016

23h31 na estrada…. exausto. o mais bonito desse meu oficio são as pessoas. mas aquela máxima, de que o inferno são os outros, vale também. reencontrar, abraçar, cumprimentar… conhecer gente nova…  ainda há estudantes e profs bacanas. gosto dessa energia da sala de aula.

nota de rodapé

[NOTA ADICIONAL – FEITA 11/4/2018 – MOTIVO: EXCLUSÃO DA PÁGINA BONIGARAPUVUPOESIAS – REGISTRO DOS COMENTÁRIOS/MENSAGENS AFETIVAMENTE RELEVANTES:  {douglas germano} Olá! Vi que você transcreveu em seu blog minha música “Sozinho”. Antes de qualquer coisa, lhe agradeço. Só gostaria de lhe pedir uma correção. O verso correto é: “Sozinho, minha trilha é Blanc” Se trata de uma reverência direta ao compositor Aldir Blan. Obrigado! Abraço!]

metá metá… sozinho.

[qui] 28 de maio de 2015

hoje é dia de voltar ao movimento.

***

na madrugada transcrevi do novo ep do metá metá – me passado pelo juniores – a letra da canção sozinho [composição: Douglas Germano].

sozinho eu chego bem mais tarde
sozinho eu nunca fui covarde
sozinho eu leio o meu jornal
sozinho eu pulo na geral
sozinho eu não vou sofrer

sozinho meu café é forte
sozinho se eu temesse a morte
sozinho eu faço a minha paz
sozinho todo amor é mais
sozinho eu nunca vou sofrer

eu nunca pedi nem um pouco a mais do que já mereço
e eu quis demais
eu não escolhi o que essa vida faz
mas sempre vivi do que se desfaz

sozinho, minha trilha é Blanc*

sozinho não tem quem me arranque
sozinho eu paro onde eu quiser
sozinho, chopp, gim, fernet
sozinho para não mais sofrer
sozinho acordo bem mais cedo
sozinho sem pensar em medo
sozinho, eu nunca estive só
sozinho todo mal é pó
sozinho, eu sei bem mais viver

eu nunca pedi nem um pouco a mais do que já mereço
e eu quis demais
eu não escolhi o que essa vida faz
mas sempre vivi do que se desfaz

sozinho eu leio o meu jornal
sozinho eu pulo na geral
sozinho eu não vou sofrer

sozinho eu faço a minha paz
sozinho todo amor é mais
sozinho eu nunca vou sofrer

sozinho eu paro onde eu quiser
sozinho, chopp, gim, fernet
sozinho para não mais sofrer

sozinho eu nunca estive só
sozinho eu todo mal é pó
sozinho eu sei bem mais viver

*Correção feita. “O verso correto é: ‘Sozinho, minha trilha é Blanc’ Se trata de uma reverência direta ao compositor Aldir Blanc”.

meta_ep_capa_alta

PS: OUÇA: Luiz Tatit, “Rodopio” (2007)

 

%d blogueiros gostam disto: