Archive for the 'Marcelo Camelo – Marcelo de Souza Camelo' Category

aquilo que temo contém aquilo que preciso

[sex] 30 de março de 2018
um pouco de thor.
«aquilo que temo contém aquilo que preciso».
ou um pouco de george… e camelo, e sua banda do mar:
«Pode ser o seu tamanho
Ou o jeito que você erra
No momento em que eu te ganho
Ou no barco que te leva
Pode ser o que você quer
Ou o que eu tenho pra te dar
Uma vida inteira pra viver
Ou um só segundo pra lembrar
Um dia eu vou ficar bem
Só pra te querer mais
Onde quer que eu ande bem
Domingo é pra te dar paz»
Banda do Mar - Pode Ser / Compositor: Marcelo Camelo
***
a minha ansiedade excessiva, por vezes me leva a uma inação. cá estou eu…

takes your part in the play…

[qua] 23 de novembro de 2016

mil demônios…

eu queria tanto fugir (era a sensação até bem pouco tempo atrás). mil demônios, uma legião de vozes… (pensei em poetizar essa porra… mas não) são tantas dúvidas sobre tantas coisas, e disto uma profunda angústia e um desconforto com o como tudo tem se (des)enrolado. é aquela sensação/questão que, de tempos em tempos, vem para tornar tudo terra arrasada: o que estou fazendo com a minha vida?

***

a insustentavel leveza do ser

e de repente ele se precipita abismo adentro e afunda num mergulho no vazio… não há fim… a percepção do tempo se esvazia… e as referências espaciais se distanciam… mas um porém, na queda, enquanto se contempla o nada… em alguns momento, aquilo de um instante antes que o coração apague (pela ameaça que seu cérebro sente quando da falta de peso sobre os ossos na vertiginosa queda) a gente acorda: calma.. o mundo não essa bosta toda.

não te culpes.

sai dessa mania de sofrência. as vezes as coisas não saem como queres, e noutras não és obrigado a fazer o que deves. e quase sempre aceites o que podes. e fim… vai caminhar, ler um bom livro. vá ao cinema… beba um cerveja, um vinho… faça um trilha… arrume a casa, conserte a bicicleta… vá para uma ocupação, faça um curso… aprenda um novo idioma…

sei lá.

***

down down

«takes your part in the play
it all weighs
like running away
to the edge of the world
then watching it curl
and you’re back in the same old place
it all weighs you down
down down»luthea salom

isto é muito bonitinho. ouvido pela primeira vez no gostoso filme espanhol requisitos para ser una persona normal. uma comedia romántica de 2015 dirigida por Leticia Dolera e protagonizada por Leticia Dolera e Manuel Burque.

***

eu quero paz

por que está grudada como chiclete… e pego-me cantarolando, quase de forma automática, versos dessa canção, por ontem… de onde veio? não sei. por que veio a tona? não sei. não houvi a canção por esses dias… mas ela está ai… talvez alguma conexão em algum ponto tenha sido feita… mas qual? que pensamento? que sensação? que melodia? que imagem? que conexão há dessa canção/album/banda com minhas emoções atuais?!

«Paz, eu quero paz
Já me cansei de ser a ultima a saber de ti»- marcelo camelo

***

PS: RECADO IMPORTANTE: SEU ANIMAL… NÃO PUBLIQUE ANTES DE TERMINAR DE ESCREVER. AVISO DE EDIÇÃO PARA CADA VÍRGULA E ACENTO E PEDAÇO DE PALAVRAS E NOVA REDAÇÃO E ACRÉSCIMOS QUE VC COLOCA É MUITO CHATO.

por sempre andar

[seg] 3 de novembro de 2014

sábado levantei uma parede de tijolos. sou um lento pedreiro. domingo… preparei um pedaço do jardim e deixei um pedaço do terreno cheio de buracos. sou um humano-topeira lento. segunda… vontade de não fazer quase nada… de ficar ali só olhando os brotos, as flores, as lagartas e as borboletas e deixar o templo deslizar…

e é bom ter as coisas mais ou menos encaminhada para hoje na escola, porque não me peçam nada hoje, nenhum compromisso… só me deixem estar. agora… a trilha dessa minha bagunça diária:

Por Sempre Andar // Composição: Herbert Vianna // Os Paralamas do Sucesso // Por sempre andar, andar / Sem nunca parar / Pequenas coisas vão ficando pra trás / O desejo de aprender ficou na segunda escola / O seda da pele numa mesa de trabalho / A inocência para amar na terceira desilusão / A melodia das palavras no ruído do avião / O brilho do olhar em algum ponto do caminho / A vontade de abraçar no vício de ficar sozinho / Solitário desde então / Por sempre andar, andar sem nunca parar / Pequenas coisas vão ficando pra trás / Tudo foi se desprendendo levado pelo vento / Eu sou o que chegou ao fim / É assim que eu me apresento / Com o que sobrou de mim

 

***

notas do dia:

#pesquisar mais sobre: ¡PODEMOS!

#pesquisas sobre hey na na:

Katie Herzig - Hey Na Na;
Pearl Jam - State Of Love And Trust;
Banda do Mar - Hey Nana


 

todo carnaval tem seu fim

[seg] 14 de março de 2011

Sai, que já não te quero mais / Sai, porque hoje eu descobri / Que posso viver sem ti / Que posso viver em paz / Muito bem sem teu amor / Sai, porque agora eu sou / Um homem bem mais feliz / Um homem bem mais feliz // Vai, que hoje a lágrima não cai / Sei agora o mal que faz / Dar amor a quem não ama / Dar amor a quem só traz / Ódio e desilusão / Que maltrata um coração / Precisando de carinho / Precisando de carinho // Minha amada / Não consigo mais viver ao lado teu / Não consigo mais te dar o meu amor / Hoje vivo muito bem sem tua boca / E sozinho não conheço mais a dor /// 1. DESCOBERTA /// LOS HERMANOS luau mtv // Composição: Marcelo Camelo.

Iaiá, se eu peco é na vontade / de ter um amor de verdade. / Pois é que assim, em ti, eu me atirei / e fui te encontrar / pra ver que eu me enganei. // Depois de ter vivido o óbvio utópico / te beijar / e de ter brincado sobre a sinceridade / e dizer quase tudo quanto fosse  natural / Eu fui praí te ver, te dizer: // Deixa ser. / Como será quando a gente se encontrar ? / No pé, o céu de um parque a nos testemunhar. / Deixa ser como será! / Eu vou sem me preocupar. / E crer pra ver o quanto eu posso adivinhar. // De perto eu não quis ver / que toda a anunciação era vã. / Fui saber tão longe / mesmo você viu antes de mim / que eu te olhando via uma outra mulher. / E agora o que sobrou: / Um filme no close pro fim. // Num retrato-falado eu fichado / exposto em diagnóstico. / Especialistas analisam e sentenciam: / Oh, não! // Deixa ser como será. / Tudo posto em seu lugar. / Então tentar prever serviu pra eu me enganar. / Deixa ser. // Como será. / Eu já posto em meu lugar / Num continente ao revés, / em preto e branco, em hotéis. / Numa moldura clara e simples sou aquilo que se vê. /// 2. RETRATO PRA IAIÁ /// LOS HERMANOS luau mtv /// Composição: Marcelo Camelo e Rodrigo Amarante.

[…]

Todo dia um ninguém josé acorda já deitado / Todo dia ainda de pé o zé dorme acordado / Todo dia o dia não quer raiar o sol do dia / Toda trilha é andada com a fé de quem crê no ditado / De que o dia insiste em nascer / Mas o dia insiste em nascer / Pra ver deitar o novo // Toda rosa é rosa porque assim ela é chamada / Toda Bossa é nova e você não liga se é usada / Todo o carnaval tem seu fim / Todo carnaval tem seu fim / E é o fim, e é o fim // Deixa eu brincar de ser feliz, / Deixa eu pintar o meu nariz // Toda banda tem um tarol, quem sabe eu não toco / Todo samba tem um refrão pra levantar o bloco / Toda escolha é feita por quem acorda já deitado / Toda folha elege um alguém que mora logo ao lado / E pinta o estandarte de azul / E põe suas estrelas no azul / Pra que mudar? // Deixa eu brincar de ser feliz, / Deixa eu pintar o meu nariz /// 8. TODO CARNAVAL TEM SEU FIM /// LOS HERMANOS luau mtv /// Composição: Marcelo Camelo.

Adeus você / Eu hoje vou pro lado de lá / Eu tô levando tudo de mim / Que é pra não ter razão pra chorar / Vê se te alimenta / E não pensa que eu fui por não te amar // Cuida do teu / Pra que ninguém te jogue no chão / Procure dividir-se em alguém / Procure-me em qualquer confusão / Levanta e te sustenta / E não pensa que eu fui por não te amar // Quero ver você maior, meu bem / Pra que minha vida siga adiante // Adeus você / Não venha mais me negacear / Teu choro não me faz desistir / Teu riso não me faz reclinar / Acalma essa tormenta / E se agüenta, que eu vou pro meu lugar // É bom… / Às vezes se perder / Sem ter porque / Sem ter razão / É um dom… / Saber envaidecer // Por si / Saber mudar de tom / Quero não saber de cor, também / Pra que minha vida siga adiante /// 9. ADEUS VOCÊ /// LOS HERMANOS luau mtv /// Composição: Marcelo Camelo.

Se você vier me perguntar por onde andei / No tempo em que você sonhava / De olhos abertos lhe direi / Amigo, eu me desesperava // Sei que assim falando pensas / Que esse desespero é moda em 73 / Mas ando mesmo descontente / Desesperadamente eu grito em português // Tenho 25 anos de sonho e de sangue / E de América do Sul / Por força desse destino / O tango argentino me vai bem melhor que o  blues // Sei que assim falando pensas / Que esse desespero é moda em 73 / Eu quero que esse canto torto / Feito faca corte a carne de vocês /// 10. À PALO SECO /// LOS HERMANOS luau mtv /// Composição: Belchior

[…]

Abre os teus armários, eu estou a te esperar / Para ver deitar o sol sobre os teus braços, castos / Cobre a culpa vã, até amanhã eu vou ficar / E fazer do teu sorriso um abrigo // Canta que é no canto que eu vou chegar / Canta o teu encanto que é pra me encantar / Canta para mim, qualquer coisa assim sobre você // Que explique a minha paz / Tristeza nunca mais // Mais vale o meu pranto que esse canto em solidão / Nessa espera o mundo gira em linhas tortas / Abre essa janela, a primavera quer entrar / Pra fazer da nossa voz uma só nota // Canto que é de canto que eu vou chegar / Canto e toco um tanto que é pra te encantar / Canto para mim qualquer coisa assim sobre você / Que explique a minha paz / Tristeza nunca mais /// 12. CASA PRÉ-FABRICADA /// LOS HERMANOS // Composição: Marcelo Camelo.

hoje é dia de mudança. paulo chegou para ficar. não fui à aula. passei o dia mexendo aqui e ali. lavei roupa e não fiz quase nada mais. mofei. o que fica martelando aqui é o que eu realmente quero para este ano… o que eu quero?

NADANADANADANADA

NADANADANADANADA

NADANADANADANADA

NADANADANADANADA

NADANADANADANADA

NADANADANADANADA

NADANADANADANADA

NADAMUDO

MUDOMUDOMUDOMUDO

MUDOMUDOMUDOMUDO

MUDOMUDOMUDOMUDO

MUDOMUDOMUDOMUDO

MUDOMUDOMUDOMUDO

MUDOMUDOMUDOMUDO

MUDOMUDOMUDOMUDO

 

 

 

isto aqui, o que é?

[dom] 26 de abril de 2009

05:09 – também nem quero entender porque! /// 16:38 – vontade sim de um moreno samba! /// 23:30 de Caetano Veloso… Isto aqui ô ô / É um pouquinho de Brasil, iá, iá /Desse Brasil que canta e é feliz, feliz, feliz // É também um povo de uma raça / Que não tem medo de fumaça, ai ai /E não se entrega não… // Olha o jeito nas cadeiras /Que ela sabe dar / Olha só o remelexo que ela sabe dar / Olha o jeito nas cadeiras // Que ela sabe dar /Olha só o remelexo que ela sabe dar / Morena boa que me faz penar / Bota a sandália de prata / E vem pro samba sambar… // sem caber de imaginar até o fim raiar

%d blogueiros gostam disto: