fragmentos de ‘la prosa del observatorio’

“[…] ahi, no lejos, las anguilas laten su inmenso pulso, su planetario giro, todo espera el ingreso en una danza que ninguna Isadora danzó nunca de este lado del mundo, tercer mundo global del hombre sin orillas, chapoteador de história, vispera de si mismo. […]”

Julio Cortázar.

.
.
.
.
.
.
.

Uma resposta to “fragmentos de ‘la prosa del observatorio’”

  1. Luíza. Says:

    Obrigada pelo comentário sincero, e esteja a vontade para usar aquele espaço para despejar mentiras, assim como eu faço, sempre que quiser. Acho que deve ser puro exibimento, mas a opinião das outras pessoas me instiga a escrever mais. eu acho, né.

    Tendo tempo e disposição passo aqui para dar uma lida com calma, ok?
    valeu mesmo, e até.

    Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: